Comparar Imóveis

Comparar
Só poderá comparar 4 imóveis em simultâneo. Caso adicione um novo imóvel o mesmo irá substituir o primeiro na lista de comparação.

Blog

ARRENDAR OU COMPRAR? Vantagens e Desvantagens para Decidir Melhor

O mercado imobiliário está altamente dinâmico fomentado pela retoma da econômica a alavancagem pelas entidades bancárias na oferta de crédito habitação e confiança no investimento no sector imobiliário, o que cria a dúvida no consumidor na hora de decidir se Compra ou Arrenda.

Este artigo tem como objectivo de dar a minha opinião sobre as principais Vantagens e Desvantagens de COMPRAR e ARRENDAR um imóvel.

 

ARRENDAMENTO

– Vantagens

  • Processos mais rápidos, depende apenas da aceitação das condições impostas pelo proprietário e está decidido
  • Contratos de curta duração, aos olhos da lei actual o proprietário tem de ter um contrato com duração mínima de 3 anos.
  • Mobilidade, hoje está num local amanhã pode querer estar noutro local, com o arrendamento é mais fácil gerir a sua mobilidade geográfica.
  • Baixas responsabilidades financeiras, condomínios, o impostos sobre o imóvel, seguros multiriscos são da responsabilidade do senhorio
  • Salvo algumas excepções as Reparações profundas e estruturais são também responsabilidade do proprietário.
  • Em alguns casos o valor dos recibos de renda pode ser deduzido em sede de IRS
  • Em alguns casos os jovens podem recorrer a apoios do estado, como o Porta65 Jovem.

 

– Desvantagens

Investimento constante numa propriedade que não é sua, seja através das rendas, quer das pequenas manutenções e pequenos melhoramentos que fará para seu conforto, que na realidade apenas revertem a seu favor enquanto lá viver, depois, não podem ser levantadas e revertem a favor do proprietário sem prejuízo monetário para ele.

Necessidade de autorização para a realização de obras, ou seja qualquer intervenção que queira ou necessite fazer, seja estético, ou para melhoramento do seu conforto tem de ser feita com a devida autorização do proprietário, sob pena de após a alteração ele lhe pedir uma indemnização por o ter feito sem autorização ou até lhe pedir para repor conforme lhe foi entregue.

Pode ser convidado a sair a qualquer momento. Mesmo agora a nova lei obrigar um contrato mínimo de 3 anos, findo esse prazo o proprietário pode não renovar o contrato e convidá-lo a sair.

A longo prazo pode gastar tanto ou mais que na compra da própria casa. É Matemática, se a sua renda é de 500 euros, ao final de 20 anos, com as respectivas actualizações de renda investiu mais de 130000€ num imóvel que não é seu.

Actualmente o arrendar é 65% mais caro mensalmente que a compra com recurso a financiamento.

 

COMPRA

– Vantagens

  • A principal é que tem a responsabilidade por todos os encargos associados com a aquisição, antes de poder usufruir tem de pagar a escritura é os impostos associados à compra e se recorrer a financiamento bancário, todos os custos associados com o financiamento, aberturas de processo, avaliações, solicitadores e os juros associados  à prestação mensal.
  • Processo mais demorado, se vai recorrer a financiamento terá de passar por todo o crivo financeiro, a avaliação bancária e os tempos de reflexão obrigatórios na concepção de crédito, em média 1 mês desde o momento que decide comprar até ao momento que pode começar a usufruir.
  • Mais custos associados, o condomínio e o seguro de multiriscos e se recorrer a crédito o seguro de vida e outros produtos financeiros que a entidade bancária o exija para bonificar as condições de financiamento. As manutenções para manter e as mais profundas sempre que necessário e o IMI logo após terminar a isenção.

 

– Desvantagens

  • Investimento em património próprio. Está a adquirir um ativo que muito provavelmente vai valorizar com o tempo. É seu ou da sua família e daqui a uns anos pode reaver todo o dinheiro que investiu.
  • Liberdade para remodelar. Não carece de autorização de ninguém para fazer obras de melhoramento ou adaptação às suas necessidades, pode avaliar e concretizar de imediato o que idealizar
  • Maior estabilidade, sendo seu, você decide se vive ou não vive lá, mas nunca corre o risco de lhe dizerem que para o próximo trimestre vai ter de sair dali.
  • Mobilidade se por algum motivo tiver de sair da localização onde comprou o seu imóvel, pode sempre rentabiliza-lo através do arrendamento. Em alguns casos é possível rentabilizar até só parte do imóvel mesmo mantendo-se a viver na mesma localização.
  • Prestação mensal inferior. Mesmo com recurso a financiamento e com todos os encargos associados, a prestação mensal à data actual é 65% inferior face ao arrendamento.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seja o primeiro a recerer

as novidades

ESTEJA NA LINHA DA FRENTE DO QUE POR AQUI ACONTECE!